Pular para o menu

Petroleiros seguem unidos rejeitando os ataques da gestão Castello Branco

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora

A unidade dos petroleiros e petroleiras contra as ameaças, assédios e chantagens da gestão Castello Branco está sendo decisiva nesta campanha reivindicatória, e definirá o futuro da categoria.

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
Publicar no destaque principal
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

Petroleiros do RN seguem rejeitando proposta da Petrobrás e aprovando indicativo de greve

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora

Por esmagadora maioria, a categoria petroleira norte-rio-grandense segue aprovando os indicativos da Federação Única dos Petroleiro – FUP e do SINDIPETRO-RN de rejeição da proposta da Petrobrás para o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) e de participação na greve geral da classe trabalhadora brasileira, agendada para 14 de junho.

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
Publicar no destaque principal
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

Trabalhadores da PROGEL estão rejeitando contraproposta de ACT

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora
Chapéu: 
Setor Privado
Chamada: 
Consulta teve início na terça-feira, 24, em Mossoró, e se estenderá a Natal e Alto do Rodrigues

Por unanimidade, trabalhadores PROGEL de Mossoró, que atuam na sede administrativa da empresa e na Base 34 da Petrobrás, rejeitaram a contraproposta do ACT 2017/2018 encaminhada pela empresa. A decisão foi tomada em assembleia deliberativa realizada na terça-feira, 24, na subsede do SINDIPETRO-RN, em Mossoró.

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
Deivson Mendes
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
Publicar no destaque secundário
Compartilhar:

Petroleiros norte-rio-grandenses estão rejeitando contraproposta da Petrobrás

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora

A julgar pelos resultados já apurados, a contraproposta de Acordo Coletivo de Trabalho recentemente apresentada pela Petrobrás deverá ser rejeitada maciçamente pelos petroleiros e petroleiras norte-rio-grandenses.

Nas duas primeiras sessões deliberativas, realizadas nesta terça-feira, 26, com trabalhadores e trabalhadoras lotados em plataformas marítimas e no campo de Canto do Amaro, a proposição da empresa não recebeu um voto sequer.

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
Publicar no destaque principal
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:
Divulgar conteúdo