Pular para o menu

Justiça mantém liminar do SINDIPETRO-Unificado que impede equacionamento do PP-1 pelo teto

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora

O Tribunal de Justiça de São Paulo negou o pedido de recurso da Petros para revogar a decisão concedida a favor do Unificado, que suspende a cobrança do equacionamento do déficit do PP1. O despacho do relator Eros Piceli, de 8 de março, determina que a liminar seja mantida.

Imagem para destaque: 
destaque
Publicar no destaque principal: 
Publicar no destaque principal
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:
Divulgar conteúdo