Pular para o menu
1359054896
Participação nos Lucros

DEST compromete-se a debater com Petrobrás questões sobre a PLR

Entidades sindicais argumentam que valor não pode depender de fatores alheios à ação dos trabalhadores

24 de January de 2013 às 16:14

O Departamento de Coordenação e Governança das Empresas Estatais – DEST deverá debater com a Petrobrás questões levantadas pela FUP e Sindicatos, que influenciam na definição de valores para a PLR 2012. O compromisso foi assumido em reunião conjunta, realizada no último dia 16 de janeiro, em Brasília.

Entre outros objetivos, as entidades sindicais recorreram àquele órgão para afirmar que o cálculo da PLR dos trabalhadores não pode estar relacionado a fatores sobre os quais eles não tenham interferência, tais como depreciação cambial e defasagem nos preços dos derivados de petróleo.

A FUP deixou claro, ainda, que a queda no lucro da Petrobrás também sofre influência das decisões de seus acionistas e dos gestores indicados por eles. É o caso, por exemplo, da falta de manutenção de áreas operacionais, que ocasionou a interdição de diversas plataformas, por parte de órgãos públicos, e foi previamente denunciada pela Federação e Sindicatos.

Dividendos – Curiosamente, o valor dos dividendos destinados aos acionistas não deverá diminuir. Eles são protegidos pelo Estatuto Social da Companhia que contém um dispositivo preservando a remuneração, independentemente da redução nos lucros. Para os trabalhadores, que lutam pelo estabelecimento de regras claras para o pagamento da PLR, o tratamento deveria ser idêntico. Vinculado ao Ministério do Planejamento, o DEST atua sobre a gestão de empresas em que a União detém a maioria do capital social com direito a voto, inclusive, a Petrobrás.  

 

 

 

Compartilhar: