Pular para o menu
1304361298

Petrobras revisa investimento no pré-sal da Bacia de Santos

02 de May de 2011 às 15:34

A Petrobras informou há pouco que seu Conselho de Administração esteve reunido hoje para discutir a revisão anual do Plano Diretor de Desenvolvimento Integrado do Polo Pré-sal da Bacia de Santos (Plansal). A redução foi obtida com a otimização alcançada na concepção dos projetos de produção, principalmente pela maior produtividade dos poços.

Segundo a empresa, a atual revisão do Plansal confirma a tendência de redução de investimentos para o desenvolvimento da área, hoje estimada em 45% com relação ao Plano Diretor original de 2008 e em 32% com relação ao Plano Diretor do último ano.

“A visão atual permite prever que os investimentos totais para o desenvolvimento dos projetos existentes no Polo Pré-sal da Bacia de Santos, até o ano de 2015, atinjam os US$ 73 bilhões, dos quais 74 % serão realizados diretamente pela Petrobras”, diz o comunicado.

Otimização da produção

A redução foi obtida com a otimização alcançada na concepção dos projetos de produção, principalmente pela maior produtividade dos poços (incremento médio de 20%) e pelo melhor conhecimento das áreas potencialmente produtoras.

Ainda em relação à versão anterior do Plansal, a combinação de um cenário de grandes volumes recuperáveis com a redução das necessidades de investimentos resultou no aumento da expectativa de agregação de valor do pré-sal da Bacia de Santos.

“Esses investimentos serão os responsáveis por permitir expressivo incremento de produção do pré-sal com relação a hoje, e pavimentar o crescimento constante de produção para o período posterior a 2015”, acrescenta a companhia.

A companhia espera que a contribuição do pré-sal de Santos na produção total operada pela Petrobras chegue em 2015 aos 613 mil barris diários de petróleo, um acréscimo de 108 mil barris diários em relação ao plano anterior. Desse total, cerca de 60% são próprios e os demais 40% pertencem aos parceiros.

Em 2017, a meta de produção, prevista inicialmente de 1 milhão de barris diários de petróleo, será ultrapassada, ressaltou a Petrobras.

Fonte: Valor Online

Compartilhar: