Pular para o menu
1310392168

Poço no pré-sal já é o mais produtivo do país

11 de July de 2011 às 10:49

A Petrobras comunicou nesta quinta-feira que o poço 9-RJS-660, no campo de Lula, registrou o maior volume de produção da companhia para o mês de maio, média de 28.436 barris de petróleo por dia (bpd). É a primeira vez que um poço do pré-sal supera todos os outros da estatal explorados no pós-sal. Lula, antes chamado de Tupi, é o primeiro a produzir comercialmente no pré-sal da Bacia de Santos. "Esse resultado confirma o alto potencial dos reservatórios do pré-sal brasileiro, e, se considerarmos a produção de petróleo mais gás natural, o volume alcançou 36.322 barris de petróleo equivalente por dia (boed)", diz a nota enviada ao mercado pela Petrobras.

O poço está interligado ao FPSO Cidade de Angra dos Reis e é o primeiro dos seis poços de produção a serem conectados à embarcação. Além dele, já está conectado à plataforma um poço injetor de gás que, desde o início de abril de 2011, reinjeta no reservatório gás produzido pelo 9-RJS-660. Estão previstos também mais dois poços injetores, dos quais um de água e outro que alternará injeção de água e gás. A previsão é que o FPSO Cidade de Angra dos Reis esteja produzindo cerca de 100 mil bpd ao longo do ano de 2012. O consórcio que desenvolve a produção no bloco BMS-11, onde está localizado o campo de Lula, é formado pela Petrobras, que é a operadora, com 65% de participação, a BG Group, com 25%, e a Galp Energia, com 10%.

A declaração de comercialidade do campo de Lula foi realizada junto à Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) no dia 29 de dezembro do ano passado. Na mesma oportunidade, a Petrobras declarou que o antigo campo de Tupi passaria a ser chamado de Lula. À época, estatal já afirmava que Lula será o primeiro campo supergigante de petróleo do País (volume recuperável acima de 5 bilhões de boe).

Fonte: NN

Compartilhar: